US$ 2.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000

Um americano de 62 anos de Manhattan (EUA), está processando diversas pessoas em Nova York (além da própria cidade, como ente público) após sofrer “danos irreparáveis” em um incidente ocorrido em abril deste ano, e pede uma indenização de 2 undecilhões de dólares.

A petição inicial da ação de Anton Purisima tem 22 páginas contra o ente municipal, a cafeteira Au Bon Pain, dois hospitais, uma loja de conveniências, a dona de um cachorro, o Departamento de Transito de Nova Iorque (NYC Transit) e a rede de supermercados Kmart.

Os ilícitos cíveis apontados seriam “violações de direitos civis, ferimentos, discriminação, retaliação, assédio, fraude, tentativa de homicídio, estresse emocional intencional e conspiração”.

Tudo porque o homem foi mordido na mão e no rosto, por um cachorro, quando fazia um lanche.

Para se ter uma ideia da quantia exigida pelo americano, dois undecilhões de dólares seriam representados assim: US$ 2.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.

A expectativa é a de que o juiz indefira a petição inicial. Ou que, pelo menos, mande o autor emendar o petitório para valores exequíveis.

Economistas ouvidos por jornais dos EUA dizem que os dois undecilhões são aproximadamente todo o dinheiro circulante, atualmente, em todo o mundo. 

________________________________________________________________________________________________________